Semana passada, tive o privilégio e orgulho ao mesmo tempo, de assistir à pré-estréia do documentário brasileiro “O Começo da vida” em Reggio Emilia na Itália, com um grupo de pesquisadores e gestores de escolas infantis.

O filme discorre sobre os primeiros cem dias na vida de um bebê, faz uma viagem por esse período no qual me fez pensar sobre a beleza e o privilégio da maternidade na vida das pessoas, e também, sobre a nossa responsabilidade perante aos desafios que o trabalho com a primeira infância nos impõe.

O documentário retrata o amor incondicional, mostra de maneira sensível e cuidadosa que independentemente da classe social que as pessoas têm os sonhos, as angústias, as responsabilidades com relação aos pequenos, são os mesmos.

Essa é uma boa dica de filme, não só para educadores, mas para todos que acreditam que a infância é uma etapa importante para a constituição de uma sociedade mais justa, mais sadia e mais feliz!

Flávia Gusmão
Diretora UNIEPRE